pt-pt

Combater as alterações climáticas no escritório.

alterações_climaticas_changement_climatique_climate_changes

Resmas de papel que ninguém lê. Um lixo a transbordar de chávenas de café de plástico. Luzes artificiais a funcionar durante o dia todo. Ar-condicionado no máximo durante o verão, aquecimento a escaldar durante o inverno. Estarão as empresas a fazer tudo o que está ao seu alcance para combater as alterações climáticas? As empresas são responsáveis por uma parcela muito considerável da pegada ecológica. São espaços amplos, que muitas vezes ocupam vários andares ou edifícios inteiros. Em que neles estão dezenas ou centenas de funcionários e cada um a gastar. Faz parte dos princípios de responsabilidade social do mundo corporativo criar empresas ecologicamente conscientes, que desperdicem o mínimo possível e que contribuam para combater as alterações climáticas.

 

Nove formas para combater as alterações climáticas no escritório.

1. Quanto menos papel, melhor

É preciso tirar partido de um mundo cada vez mais digitalizado. Tudo o que forem correções, revisões, atualizações de documentos podem e devem ser feitas online, de modo a que se diminua o máximo possível a impressão de documentos. De acordo com Vince Digneo, estratéga de sustentabilidade da Abode, documentos impressos contribuem para 90% dos resíduos dos escritórios dos Estados Unidos.

 

2. Maximizar a luz natural

De acordo com o World Green Building Council, trabalhadores que executam as suas tarefas perto de janelas com sol são mais produtivos em 15%. A luz natural interfere no nosso relógio circadiano, mantendo-nos mais despertos, ativos e felizes. Isto é um dois em um: além de colaboradores mais competentes, a maximização da luz natural permite diminuir o gasto de energia em luz artificial.

 

3. Apostar em energia verde

Ar condicionado, aquecimento, luzes em espaços muito amplos, que implica um gasto de energia monumental. Assim, para um consumo consciente e que permita combater as alterações climáticas, a primeira regra para uma empresa mais sustentável passa por apostar em contratos de energia verde, gerada por fontes de energia renovável. Como por exemplo, instalar painéis solares capazes de produzir a energia necessária para o funcionamento daquele local de trabalho. Ou caso não seja possível, comece por perceber em que é que está a gastar mais do que devia e encontrar soluções que permitam maximizar a energia ao máximo — o Planeta agradece, e as contas da empresa também.

 

4. Apostar em iluminação LED e em eletrodomésticos eficientes

São mais caras, mas é um investimento que vale cada cêntimo. A iluminação LED é altamente eficiente, representando uma poupança que pode ir até aos 80% comparativamente às lâmpadas incandescentes. Além disso, têm um tempo de vida muito superior. Os eletrodomésticos da copa, como frigoríficos ou máquinas de lavar, devem ser também energeticamente o mais eficiente possível.

 

5. Aproximar funcionários da terra com uma horta

É seguir o exemplo de várias empresas que já implementaram hortas urbanas nos seus terraços, como a Natixis ou a Farfecth que já têm dezenas de camas de cultivo Noocity nos seus espaços. Há muitos bons motivos para termos mais hortas nos locais de trabalho. É que ligar os colaboradores à terra é benéfico para o ambiente e para a empresa. Além de combater as alterações climáticas, impedindo a acumualção de gases tóxicos na atmosfera, uma horta urbana em contexto laboral cria colaboradores mais sensíveis à natureza — logo, com maior consciência ambiental. A isto soma-se a possibilidade de se desenvolverem atividades de team building ao ar livre, o que aumenta o bem-estar e, como consequência, os níveis de produtividade.

 

6. Dizer adeus aos descartáveis

Já viu caixotes de lixo de empresas a abarrotar de plástico? Tendo em conta tudo aquilo que já sabemos sobre a acumulação deste material, já não faz sentido continuarmos a utilizá-lo. Por isso, junto da máquina de café, deixe ter copos descartáveis de qualquer tipo (incluindo papel). Aposte em loiça reutilizável ou dê uma chávena a cada funcionário. Não havendo possibilidade, faça-os trazer o seu próprio copo de casa.

 

7. Fomentar a utilização de transportes coletivos — ou verdes

Comece a pagar o passe social aos seus funcionários, de modo a que estes deixem o carro em casa e passem a apostar em transportes coletivos, como o metro, comboio ou autocarro. Pode também optar por incluir no vencimento a anuidade de um serviço de bike sharing, de modo a que estes passem a apostar na utilização de bicicletas.

 

8. Reciclagem em todo o lado

Tenha vários espaços de reciclagem disponíveis no escritório, para que os funcionários não coloquem tudo no mesmo caixote e, assim, os materiais possam ser reciclados.

 

9. E ofereça uma planta para cuidar

Vão cuidar dela e vê-la crescer. Criar acções de sensibilização é fundamental para um mundo que queira lutar contra as alterações climáticas.

Noocity_HortaCorporate
Horta Corporativa

Uma solução “chave na mão” com assistência da instalação até à colheita.

SAIBA MAIS SAIBA MAIS

Ficou interessado?

Receba as novidades do nosso blog e descubra todos os casos de sucesso